Você está em: Home
.Mapeamento das ocorrências de incêndios florestais no Estado do Tocantins (2000 - 2013).

Mapeamento das ocorrências de incêndios florestais no Estado do Tocantins (2000 - 2013)

Descrição: O projeto por meio de técnicas de processamento de imagens obtidas a partir do satélite tem como objetivo identificar, delimitar e quantificar as áreas com ocorrência de incêndios florestais e queimadas no período de 2000...

Leia mais...

.Diagnóstico do setor florestal do Estado do Tocantins.

Diagnóstico do setor florestal do Estado do Tocantins

Descrição: O projeto tem como objetivo a avaliação e o diagnóstico das florestas plantadas no Estado do Tocantins. Além de trazer dados quantitativos da atividade no Estado do Tocantins também serão avaliados informações qualitativas destas áreas...

Leia mais...

.Estimativa de parâmetros florestais com o uso de imagens multispectrais e dados LiDAR.

Estimativa de parâmetros florestais com o uso de imagens multispectrais e dados LiDAR

Descrição: O projeto tem como objetivo principal a avaliação de metodologias e processos para a utilização de imagens multisprectrais e dados LiDAR na estimativas de pârametros quantitativos e qualitativos florestais em áreas naturais e de reflorestamento....

Leia mais...

.Simulação hidrológica em bacias hidrográficas do cerrado tocantinense.

Simulação hidrológica em bacias hidrográficas do cerrado tocantinense

Descrição: Os impactos de alterações físicas e climáticas sobre a disponibilidade hídrica de bacias hidrográficas representa uma importante preocupação ambiental e que pode ser avaliada por modelos hidrológicos de base física. A bacia hidrográfica do Tocantins-Araguaia...

Leia mais...

.Mitigação e adaptação dos problemas relacionados os incêndios frente às mudanças climáticas.

Mitigação e adaptação dos problemas relacionados os incêndios frente às mudanças climáticas

Descrição: O projeto tem como objetivo a elaboração de cenários futuros da situação das queimadas e incêndios florestais no Estado do Tocantins, ampliando os conhecimentos científicos e técnicos dos problemas relacionados às queimadas e incêndios florestais...

Leia mais...

Ciências Florestais - Grupo de Pesquisa

giongo1Hoje inicia a segunda etapa de levantamento de campo para a realização do Diagnóstico das Florestas Plantadas do Estado do Tocantins, na tarde de ontem (22/10) parte da equipe do Grupo de Pesquisa em Ciências Florestais da UFT esteve reunida para discutir o andamento dos trabalhos e definir a logística de campo desta próxima etapa do trabalho.

Durante a primeira etapa do trabalho foram visitados mais de 130 produtores rurais e empresas que possuem áreas florestais no Estado do Tocantins. O Diagnóstico do Setor Florestal do Estado do Tocantins é um trabalho realizado em parceria com a SEAGRO. O trabalho  tem como objetivo realizar um diagnostico do setor florestal no Tocantins e conhecer as informações sobre as florestas plantadas, ampliando as informações destas áreas florestais cujo resultado tem como foco subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas de comercialização, técnicas de manejo e aplicação de tecnologias no setor.

Maiores informações: 63 3311-3516 / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Slide1O grupo de pesquisa em Ciências Florestais vinculado ao Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais e Ambientais da UFT começou nesta segunda feira o levantamento de dados para a realização do Diagnóstico do Setor Florestal do Estado do Tocantins em parceria com a SEAGRO. O trabalho  tem como objetivo realizar um diagnostico do setor florestal no Tocantins e conhecer as informações sobre as florestas plantadas, ampliando as informações como: idades dos povoamentos, qualidade e comércio cujo o resultado tem como foco o desenvolvimento de políticas públicas de comercialização, técnicas de manejo e aplicação de tecnologias no setor.

Nesta primeira etapa, de levantamento de campo, os técnicos da UFT em conjunto com os da SEAGRO irão fazer uma ampla coleta de dados em todo o Estado, em que no total deverão ser visitados mais de 80 municípios. Os resultados do trabalho serão apresentados no Congresso Tocantins Florestal, entre os dias 19 a 21 de novembro, em Palmas e também no site do grupo de pesquisa (www.floresta.cc).

Equipe UFT:

Prof.  André Ferreira dos Santos  / Prof.  Eduardo Andréa Lemus Erasmo / Profa. Juliana Barilli / Profa Maria Cristina Bueno Coelho / Prof.  Marcelo Ribeiro Viola / Prof.  Marcos Giongo / Profa. Patrícia Aparecida dos Santos / Jader Nunes Cachoeira / Lawrence Nóbrega


Ingridy Mikaelly Pereira Sousa / 
Jéssica Nepomuceno Patriota / Manoel Ribeiro de Souza Junior  / Mário Teles Ritter / Patrick dos Santos Bastos

Maiores informações: 63 3311-3516 / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Região do Jalapão e Cantão contará com Sistema de Alerta de Incêndios

Imprimir PDF

A consultora Anja Hoffmann, contratada pela Sociedade Alemâ para Cooperação Internacional (GIZ), inicia no Tocantins os estudos para implantação do sistema de alerta de incêndios na Região do Jalapão e Cantão. Os estudos serão financiados pelo Projeto para Prevenção, Controle e Monitoramento de Queimadas Irregulares e Incêndios Florestais no Cerrado, conhecido como Projeto Cerrado-Jalapão, com recursos da própria GIZ e do Banco Mundial da Alemanha (KfW).download
Hoffman, com apoio da equipe local do professor universitário Marcos Giongo, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), também vai elaborar uma proposta para descentralização da autorização de queimadas nos seis municípios tocantinenses abrangidos pelo projeto Cerrado-Jalapão (Pium, Lagoa da Confusão, Ponte Alta do Tocantins, Novo Acordo, Mateiros e São Félix do Tocantins).
A agenda da consultora no Tocantins inclui a Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades), o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), o Instituto do Desenvolvimento Agrário do Tocantins (Ruraltins), a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, a Companhia da Polícia Militar Ambiental e Rodoviária (Cipra) e a Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente (Dema). Hoffmann, que fica no Estado até o dia 27, também visitará Gurupi, Caseara e Pium.
A diretora geral de Meio Ambiente e Florestas da Semades, Marli Santos, espera que os produtos dessa consultoria sejam o grande diferencial nas estratégias de combate ao fogo no Tocantins. “Com esses produtos podemos ampliar a conscientização e participação da população no combate às queimadas e, consequentemente, reduzir o número de ocorrências”, declarou.
Projeto Cerrado-Jalapão
Com investimentos estimados em mais de R$ 37 milhões, o projeto pretende criar e implementar um plano de ação de combate às queimadas, incêndios e desmatamento no bioma Cerrado, contribuindo assim com a redução da emissão de gases de efeito estufa no meio ambiente. Além do Tocantins, dois municípios do Piauí serão abrangidos pelo Projeto.
A iniciativa será desenvolvida nos próximos três anos e conta com apoio do Governo do Estado e do Governo Federal, através do Ministério do Meio Ambiente.

Fonte: SEMADES

Volta ao início

Copyright © Ciências Florestais - Grupo de Pesquisa 2016

Grupo de Pesquisa em Ciências Florestais e Ambientais.